Entrevista com Aline de Araújo Antunes sobre doença renal

A+ A- Assine a Newsletter Facebook Twitter

Siga-me no Twitter

A nutricionista Aline de Araujo Antunes é graduada em Nutrição pela UNESP, realizou aprimoramento e mestrado na área de Nutrição em Nefrologia e atualmente desenvolve doutorado na mesma área na Faculdade de Medicina de Botucatu. A tese de doutorado desta nutricionista visa identificar em pacientes em diálise se terão ou não problemas do coração no futuro. Desta forma, quem sabe pacientes em diálise tenham no futuro vidas e corações com mais saúde, graças ao trabalho desta especial profissional.

Quais as causas de Doença Renal Crônica (DRC) e quantas pessoas no Brasil apresentam essa doença?

As principais causas de DRC são as glomerulonefrites (inflamação das unidades filtradoras do rim), diabetes mellitus e a hipertensão. Estima-se que 1,6 milhões de brasileiros apresentem algum grau de disfunção renal (Sociedade Brasileira de Nefrologia, SBN, 2007)

Quem é mais atingido? Homens ou mulheres, idosos, adultos ou crianças?

A DRC pode ocorrer em ambos os gêneros, tanto em crianças como em adultos; entretanto acomete mais os idosos, especialmente diabéticos e/ou hipertensos.

Quais são os principais cuidados com a alimentação?

Em fases adiantadas da DRC, em que os rins têm sua função bastante reduzida é comum ocorrer aumento de potássio e fósforo, devendo a alimentação ser ajustada visando o controle desses eletrólitos, além disso, visando “economizar” a função renal restante, a restrição protéica é desejável se o indivíduo não for desnutrido.

O sal diet é indicado a este paciente?

O sal diet em substituição ao sal de cozinha não é uma boa alternativa para esses pacientes por ser rico em potássio. O paciente deve acostumar seu paladar a uma alimentação menos salgada e descobrir novos sabores utilizando temperos como cebola, alho, salsinha, manjericão etc.


Quais são as conseqüências de quem não se alimenta bem? Ir ao churrasco freqüentemente pode gerar DRC?

Uma alimentação hiperprotéica (muita proteína) para um indivíduo saudável, sem fatores de risco associados, dificilmente acarretará em falência renal, entretanto, para um indivíduo hipertenso e/ou diabético, que já apresente comprometimento dos rins, idas freqüentes a churrascarias, com alimentação rica em proteínas e sódio terão repercussão negativa.


Por que portadores de DRC não podem comer carambola?

Os pacientes com DRC não devem consumir carambola, pois essa fruta apresenta uma toxina que, devido ao prejuízo da função excretora renal, se acumula no sangue, produzindo efeito neurotóxico, com crises de soluço, confusão mental, podendo levar a morte.


Como está a questão de transplantes no Brasil?

Segundo dados da SBN, em 2007 aproximadamente 73.000 pessoas estavam em terapia dialítica no Brasil, tendo sido realizados nesse mesmo ano cerca de 3.400 transplantes renais, número elevado quando comparado ao dos anos anteriores, entretanto insuficiente para abranger os cerca de 33.000 pacientes que aguardam na lista de espera para transplante (Registro Brasileiro de Transplantes, 2007). O Hospital do Rim, localizado em São Paulo é quem mais realiza transplantes renais do mundo.


Quais são os cuidados para evitar as doenças do rim?

Para prevenir a doença renal deve-se controlar a pressão arterial e a glicemia, ter uma alimentação saudável, manter o peso controlado, praticar atividade física, não fazer uso abusivo de antiinflamatórios e evitar o fumo.

Quantos copos de água uma pessoa saudável deve beber por dia? E a pessoa com DRC?

Uma pessoa saudável deve ingerir em torno de 8 copos de água por dia, mas essa quantidade depende de quanto a pessoa sua, urina, enfim, perde em líquidos ao longo do dia. Para que não haja sobrecarga de volume, o paciente com DRC poderá ter necessidade de restrição de líquidos quando apresentar função renal residual pequena, quando apresentar sinais clínicos de sobrecarga líquida ou quando tiver ganho de peso entre as sessões de diálise acima do ideal.

O blog Nutrição Para Todos agradece Aline de Araújo Antunes de ter participado
de nossa entrevista. Um grande abraço de nossa equipe!

 

0
Como você avalia este conteúdo?
VN:F [1.9.13_1145]
Rating: 0.0/5 (0 votos)
Avaliação deste conteúdo:

Deixe seu comentário