Você tem deficiência da Vitamina D?

A+ A- Assine a Newsletter Facebook Twitter

Inscreva-se no Canal NUTRItodos

Pela Pesquisa de Orçamentos Familiares, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sabemos que os brasileiros têm falta de vitamina D. Este composto lipossolúvel, apresenta-se na forma de colecalciferol ou vitamina D3, e ergocalciferol ou vitamina D2. Exemplos de fontes alimentares são peixes (óleo de fígado de bacalhau, salmão fresco selvagem, cavala, arenque, sardinha em lata, cogumelos shitake secos. A ingestão adequada de cálcio é também importante para aumentar a meia-vida deste composto.

As necessidades de vitamina D são de 600 UI/dia para pessoas de 1-70 anos e de 800 UI/dia para pessoas acima de 70 anos, o que resulta em níveis séricos acima de 20 ng/mL, desde que haja um nível mínimo de exposição ao sol.

Os níveis séricos de vitamina D são influenciados por diversos fatores, como a obesidade, exposição solar, atividade física, estado nutricional, pigmentação da pele e medicações. Pacientes que sofreram cirurgia bariátrica e indivíduos com insuficiência renal crônica têm maior risco de apresentar deficiência de vitamina D. Negros necessitam de 3-5 vezes mais exposição ao sol que brancos para produzirem as mesmas quantidades de vitamina D. O uso de protetor solar de fator 30 diminui a produção de vitamina D em mais de 95%. O uso de roupas leves, permitindo a maior parte do corpo exposta também é importante. Na falta de uma exposição regular, apenas as fontes alimentares não são suficientes para manter níveis adequados.

A Sociedade de Endocrinologia Norte-Americana sugere os seguintes valores de referência para 25(OH)D3:

  • Deficiência: ≤ 20 ng/mL
  • Insuficiência: 21-29 ng/mL
  • Ideal: ≥ 30 ng/mL
  •  

    E por que devemos nos preocupar com a deficiência de vitamina D?

    Há relação de causa-efeito entre a falta de vitamina D e doenças ósseas, como o raquitismo infantil e a osteomalácia do adulto, já bem-estabelecida. Alguns estudos apontam também para o risco aumentado de doenças cardiovasculares, câncer, doenças inflamatórias e autoimunes.

    Portanto, a solução para manter boa saúde e níveis adequados de vitamina D é a exposição à luz solar e a prática de atividades físicas regularmente, bem como a alimentação equilibrada com auxílio de um nutricionista.

    Obs.: Fabiane Goeldi é Nutricionista (CRN 3 -34090) e colaboradora da Rede NUTRItodos. Todas as informações acima são para ajudá-los a terem uma maior consciência sobre alimentação saudável, mas não substituem a orientação de seu nutricionista!

     

    Ela ajuda você emagrecer

    0
    Como você avalia este conteúdo?
    VN:F [1.9.13_1145]
    Rating: 5.0/5 (2 votos)
    Avaliação deste conteúdo:
    Você tem deficiência da Vitamina D? , 5.0 out of 5 based on 2 ratings

    Um comentário para “Você tem deficiência da Vitamina D?”

    1. fabio disse:

      Muito boas dicas.
      Parabens!!!

    Deixe seu comentário