ADES Zero desrespeita diabético (errata!)

A+ A- Assine a Newsletter Facebook Twitter

Entre na Rede NUTRItodos

Obs.:

Os produtos de soja da marca ADES com “Zero adição de açúcar”; sabores Maça, Uva, Laranja e Pêssego não respeitam as regras da ANVISA. De acordo com a Portaria SVS/MS 27, de 13 de janeiro de 1998, estes produtos não são Zero, pois contém mais de 1g de açúcar para cada 200ml. Por exemplo: Maça (2,4g); Uva (2,5g); (1,7g) e Pêssego (1,8g), o que representa em torno de duas vezes mais açúcar por porção do que o indicado para produtos dietéticos. O produto dietético ( ou zero adição de açúcar ou sem adição de açúcar) deveria ter no máximo 0,5 g de açúcar a cada 100 ml do produto!

Esta empresa compromete o controle glicêmico dos pacientes diabéticos. Em 2010 o Ministério da Saúde informou que 7,6 milhões de pessoas com mais de 18 anos tem diabetes tipo 2 (“não depende de insulina”). Infelizmente, muitas pessoas são diabéticas e não percebem os sintomas. Normalmente o início do diabetes apresenta quatro sintomas clássicos. O paciente apresenta muita urina, muita fome, emagrecimento rápido e muita sede. Lembre-se que se apresentar estes sintomas procure o médico, pois não necessariamente você é diabético.

Diabéticos devem evitar este produto, pois ele não é “Zero adição de açúcar”. Para ter essa classificação todos os ingredientes não poderiam ter açúcar, ou se o tivessem deveriam ter no máximo 0,5g de açúcar a cada 100ml, o que não é o caso. A empresa já foi notificada de sua irregularidade!

Obs.: Erramos: Realmente os produtos que contenham açúcar naturalmente em seus ingrediente podem se chamar “Diet”, “sem adição de açúcares” A ANVISA nos informou desta possibilidade. De qualquer forma, afirmamos que os diabéticos devem tomar cuidado com estes produtos, pois estes normalmente possuem mais de 0,5g de açúcar para cada 100ml/100g. Infelizmente a lei é permissiva neste sentido! Cumprindo com nosso compromisso de transparência, honestidade e ética viemos publicamente mostrar nosso erro!

0
Como você avalia este conteúdo?
VN:F [1.9.13_1145]
Rating: 5.0/5 (1 votos)
Avaliação deste conteúdo:
ADES Zero desrespeita diabético (errata!), 5.0 out of 5 based on 1 rating

4 comentários para “ADES Zero desrespeita diabético (errata!)”

  1. ANA MARIA NERY disse:

    Prezados, sou nutricionista clinica e atuo com pacientes diabéticos, hipertensos entre outros com patologias decorrentes ou não da obesidade.

    Lendo o comentário no site sobre o produto da marca UNILEVER, ADES na versão ZERO, entendo que profissionais nutricionistas tem que saber interpretar as informações técnicas de produtos industrializados para melhor orientar os pacientes e prezar pela saúde da população.

    A bebida é adicionada de maltodextrina, que PODE ou NÃO alterar o índice glicêmico do paciente. E, entendo que por conter este produto, a bebida denominada zero passa a ter carboidratos (açúcares) em sua composição. Porém, conforme rótulo da embalagem, contem zero de sacarose.

    Segundo a portaria SVS/MS N.º 29/98 – ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS, na tabela 4 de Classificação de alimentos para fins especiais, temos que DIETAS COM RESTRIÇÃO DE NUTRIENTES (“diet”)
    a) alimentos para dietas com restrição de carboidratos: alimentos para dietas com restrição de sacarose, frutose e/ou glicose (dextrose): alimentos especialmente formulados para atender às necessidades de pessoas com distúrbios no metabolismo desses açúcares. Podem conter no máximo 0,5g de sacarose, frutose e/ou glicose por 100g ou 100mL do produto final a ser consumido.

    Ou seja, se refere a SACAROSE, GLICOSE E FRUTOSE.

    Portanto, de acordo com meu entendimento e interpretação, permito que meus pacientes façam este tipo de escolha e consumam este produto, assim como outros em suas dietas.

    Desta forma, gostaria de outras opiniões e maiores esclarecimentos para me posicionar e adotar uma conduta coerente no controle glicêmico de meus pacientes.

    Aguardo e estou à disposição.

    Dra Ana Maria Nery
    CRN: 3/9679

  2. alexander disse:

    Olá Dra Ana Maria Nery,

    Agradeço sua atenção em explicar seu cuidado e atenção com seus pacientes. Esta reportagem tem o objetivo de trazer maior bagagem para que nossos internautas possam ter mais informações sobre os alimentos que o cercam. No caso do Zero adição de açúcar, ou sem adição de açúcar de acordo com a ANVISA Portaria SVS 27/1998 (http://www.anvisa.gov.br/legis/portarias/27_98.htm) é todo produto que não contem açúcar em seus ingredientes, sendo aceito o limite 0,5g de açúcar/100ml ou 100g do produto (vide tabela 5.1). O Produto ADES ZERO coloca três asterisco (***) em frente a palavra açúcares. Ao verificarmos o significado dos três asteriscos está escrito: “açúcares naturalmente presentes nas materias primas”. Ora uma das materias-prima dos suco ADES é a fruta. Esta contem naturalmente glicose e fructose, logo esta empresa não respeita a Portaria SVS 28/1998, pois não deveria haver materia-primas com quantidade de açúcarres (glicose e fructose) acima de 0,5g/100ml. As regras foram feitas para serem respeitadas e se uma empresa não a respeita a lei, o consumidor comum poderá sair prejudicado. É claro que no seu caso, seus paciente estão amparados com uma alimentação saudável e controle glicêmico periodico. Entretanto, devemos ressaltar que milhões de pacientes no Brasil não tem nutricionista e acreditam na informação dos rótulos, que infelizmente nem sempre seguem a lei.

    Fico a disposição!
    Alexander Marcellus
    CRN3 16259

  3. Lorena disse:

    Por favor, verifiquem o produto Açaí com guaraná zero açúcar. Da marca Frooty. Experimentei uma vez e passei muito mal o dia inteiro! Acredito que tenha sido devido ao excesso de polióis, eles utilizam 4 tipos, verifiquei na lista de ingredientes.
    Também achei estranho a identificação do nome do produto “açai com guaraná”. Só isso que tem identificando, nao especifica se é bebida, se é sorvete, se é adoçado, etc.
    Obrigada.

  4. Mari Nascimento disse:

    Não poderia deixar de comentar sobre a frase da nutricionista acima, sobre a maltodextrina (“pode ou não (em caps lock) aumentar índice glicêmico). Apesar do uso da maltodextrina por diabéticos ser recomendado por profissionais de saúde, não há comprovação cientifica de segurança desse uso, já que é comprovado que maltodextrina aumenta SIM IG.

    Na 5ª Reunião prática do Grupo de Estudos e Pesquisa em Nutrição e Dietética (GEPNuDi), em 2012 ou 2013, o professor Renato Moreira Nunes, comentou sobre sua tese intitulada “Índice Glicêmico de Formulados contendo Maltodextrina e a Associação de Sacarose com Maltodextrina e seus Efeitos sobre a Ingestão Alimentar em Ratos e Humanos”.

    “Por ser um carboidrato de alto IG, a maltodextrina, seria responsável por aumentar a fome e diminuir a saciedade. Esse carboidrato está presente em alguns adoçantes dietéticos, de uso comum a diabéticos e obesos. No entanto, como controlar tais situações de doença quando se consome um carboidrato que eleva a glicose sanguínea rapidamente, podendo levar a um estado de glicemia, e que ao mesmo tempo aumenta a fome?”

    Nesse sentido, foi destacada a importância em se ter mais estudos sobre Carboidratos e suas vertentes.

Deixe seu comentário